24.8.10

saudade curta

eu sinto falta das tuas palavras com tato.
o movimento jeitoso dos teus dedos
ao embalar meus não-pensamentos.
tenho saudade da maciez da voz,
da crueza dos corpos e do olhar de imã.
faz falta teu fino trato para trazer som aos silêncios,
romper o cansaço e diluir o amargor das rotinas.

eu dançaria de novo nua contigo no meio da rua.
e pintaria teu corpo pelo menos mais uma vez.

às vezes, quase te escrevo pedindo que volte.
mas refuto quando vasculho as memórias
com um pouquinho mais de rigor:
teu amor carece de brio.
tu tens a coragem mais curta que meus cabelos
e tua paixão está sempre por um fio.

3 comentarios:

Anna K. Lacerda dijo...

ele volta, ah se volta!

Saulo Taveira dijo...

Que volta, o complicado é desejar que volte.

Muito bom o texto.

Lua Nova dijo...

Muito lindo isso, menina! Encantadoramente, escrito. Você foi perfeita na explicação do porque sim e do porque não. E, nesse momento, o que conta é o quanto nos amamos.
Rpeito, muito lindo e bem escrito.
Beijos.