3.3.13

rotação



muitíssimo alegre
e tão triste quanto
mantenho um poço
de quinze metades

são bem parecidas
mas nunca iguais
numa mora o grito
do limite
noutra vive o eco
da vontade

e ambas refletem
uma espiral giratória
que roda difusa
na força contrária

fazendo pião 
e quebrando espelhos
à beira de mim



A ilustração é da Mariana Belém

3 comentarios:

Mariana Távora dijo...

lindo, lindo, lindo
ssu blog é muito forte
Mariana
http://nosetalvezvoce.blogspot.com.br/

nanda barreto dijo...

gracias, mariana! \o/

nanda barreto dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.