13.10.08

ciúme

o ciúme é um sentimento bruto. uma pedra não lapidada. os amantes que tropeçam no ciúme são descuidados com o próprio amor. ou com o amor próprio. não conheço um só benefício trazido pelo ciúme, embora já tenha visto muita destruição em função dele. parto do pressuposto de que todos os sentimentos são legítimos e de que, portanto, não devem ser sonegados. o ciúme, inclusive.


contudo, creio que seja possível encontrar maneiras de manifestá-lo sem grandes prejuízos ao amor. mas, para isso, é recomendável o cuidado de não deixar-se envenenar subitamente por ele. quem zela pela felicidade deveria ter a delicadeza de diluir o ciúme no oceano das boas vivências e torná-lo mais ameno antes de simplesmente aceitá-lo ou oferecê-lo ao outro. a saúde não resiste a relacionamentos que valorizam o ciúme.

2 comentarios:

Cínthya Verri dijo...

Querida,
eu vejo que somos de dois tipos: os que sentem ciúme e os mentirosos.
Partindo daí, problema é mesmo tentar encolher o ciúme, dar as costas... ele fica vexado e toma conta. E a conta quem paga... Sabemos bem. De qualquer modo, quando abraçamos, ele fica mesmo mais manso. Penso como tu - remédio pra ciúme é auto-honestidade profilática...
Beijos meus pra ti.

Pá Mariano dijo...

Muito bem Nadita querida!
beijú