19.3.13

ir para voltar


ela acordou bem cedinho e me beijou com saudade. me contou que havia perdido em algum lugar a nascente da própria vontade. tenho que ir, preciso partir - ela me disse mesmo sem dizer bom dia. mas vai para onde, eu perguntei meio atônito. ao que ela respondeu não sei, não sei, não sei.

então pensei, pensei, pensei e concluí que seria impossível que ela fosse de verdade. que não havia mais como ela sair dali, daquele emaranhado de nós dois. e estava tudo tão bom entre a gente. eu me sentia tão feliz e havíamos feito tantos planos juntos.


mesmo assim, disse a ela que fosse. que se buscasse em todos os lugares. em cada canto deste mundo. que vasculhasse os ventos, revirasse as águas, contemplasse as chamas turvas e vislumbrasse milímetro a milímetro os segredos da vida.

e assim foi. ela acordou bem cedinho, me deu aquele beijo com gosto de saudade antecipada e arrancou-se das minhas pernas em busca do primeiro raio de luz da manhã. deixando meu peito vazio e meu corpo desamparado, ela partiu sem olhar para trás.

eu sei que ela sabia que a vida não vem pra quem não vai. e eu também já sabia que nem mesmo o amor consegue conter essa urgência de ir ao encontro de si.



3 comentarios:

blogdakatiamaia dijo...

Adorei o texto. A vida é mesmo assim: tem momentos em que a gente precisa ir, ou o outro tem que partir. Assim: a toa! Sem palavras nem olhares para trás. simplesmente, partir. parabéns.
///~..~\\\

vinicius dijo...

eita! Coisa parecida tá virando samba com um parceiro novo. Ó:

-Um vento-

Meu bem,
quando te vejo passar
sinto meu peito divagar
nossos amores de outrora

Sofri,
mas compreendi sua decisão
Querias partir – e não meu coração

À tardinha bate um vento,
carrega o amor sem explicação

Meu bem,
quando te vejo passar
sinto meu peito relembrar
quando você foi embora

Sofri,
Mas lutei pra não chorar
Foste embora – e não queria magoar

É tão duro o sofrimento
de quem, contrariado, precisa aceitar

Quando boa semente não dá flor
quando não basta só cuidar,
como se faz para dizer?

Eu quero ser amado,
mas preferia por você

Eu quero ser amado,
mas preferia você

vinicius dijo...

ops! Faltou o "por você" no último verso. Afinal, faz toda a diferença... ;)