16.11.06

desbrasília

sem esta de constitucionalidade.
eu disse pra ti, menino,
que desprezo sanidades.

se eu sentir vento leste,
subo na torre mais alta
e vôo pras minhas vontades.

asa sul, eixo norte.
éle isto, dábliu aquilo:
faça sua aposta, menino.
mude a rota da sorte.

pulo fora em grande estilo.
vou embora de verdade.
não adianta dar chilique
nem morrer de saudade.

mas se você quiser que eu fique...
amiúde, pão, suor, liberdade.
já tenho o que propor:
nos mudamos pro conic:
pra vivermos só de amor.
reiventados na cidade.

1 comentario:

Vanezza dijo...

Mucra!!!! Loucura completa!!!!
Retrato real. Beijo te amo