11.1.10

amor cartesiano

estes dois olhos quadrados
de cima de mim, tirai!
afastai de mim teus pontos cardeais.
livrai-me da tua paixão por simetrias,
arrancai teus eixos do meu caminho
e correi comigo pelos roseirais
para todo horizonte
além.

1 comentario:

Fer Poletto dijo...

Tô nessa!
me desenquadra aí.