26.6.10

nós duas

após um pequ
eno e forçado recesso, estou de volta à minha rotina bicicleteira. no início deste ano decidi abrir mão do cotidiano motorizado e vendi meu corsinha. a vida, no entanto, se impôs e acabei tendo que adquirir um novo automóvel às pressas.

e é impressionante: andar de carro todos os dias vai me fazendo
paulatinamente uma pessoa triste. abre, senta, liga, engata, freia, pisa, solta, para, vai, reduz, estaciona, desliga, fecha, desce. ufa!

é difícil a vida congestionada. quando estou no trânsito sinto absoluta certeza de realmente não nasci para isso.
e por que, ainda bem, a vida tem destas coisas, uma guinada profissional acabou me deixando mais perto de casa.

agora ninguém segura a mim nem a minha magrela. todos os dias pela manhã atravessamos a asa norte rumo ao setor de autarquias sul.
vamos felizes: eu e, principalmente, ela - que por conta do meu dia-a-dia atribulado só andava saindo de casa aos domingos.

vamos pensando no aqui e no acolá. no que veio e no devir. vamos derrapando, deslizando, voando as tranças, tinindo pelas superquadras, eixos e esplanadas.
no final do dia - a noite escura e a lua alta - voltamos para o mesmo ponto de partida.

o mp3 a mil: arnaldo antunes, gil, mautner e mercedes sosa. o trânsito é sempre um pouco violento, mas a gente tira de letra: por certo somos felizes, eu e minha bike.

4 comentarios:

Eduardo Baró dijo...

Con Gi estamos usando cada vez más la bici. No tenemos ni pensamos tener auto nunca más.
Visitamos las bdegas en mendoza así, en invierno pero al solcito..

http://picasaweb.google.com/lh/photo/d27wrAbdI2KN95-HbpFjGA?feat=directlink

Marcio Nicolau dijo...

Que barato essa tua relação com os veículos. Moro numa cidade onde as pessoas usam bastante a bicicleta, o que causa até certa confusão, pois não há muitas ciclovias. De qualquer forma, morro de inveja dos ciclistas porque, acredite: não sei pedalar.

Seu texto deslizou no ritmo certo, à propósito.

Anónimo dijo...

Morro de inveja Fê!!!!!!
A vida me impossibilita o dia a dia de bici, mas logo logo, aos finais de semana estarei pedalando por essa Brasília Linda!!!!
bjs
Josi

Saulo Taveira dijo...

Chega de mecedes e chofer GOL - Grande Ônibus Lotado.
Quero pedalar, exercitar, sentir o vento, ser livre, ser simples.