18.8.07

três marias

***

é domingo,
e não me aborrece
a dureza da segunda,
pois tenho teu cheiro
em mim.
e um gosto tão forte
de ti na minha boca
que nem a terça, essa entediada, me tira!
tolero a saudade na quarta,
na quinta,
vivo incólume às sextas
e sonho nas madrugadas despertas
de qualquer sábado ou feriado
porque teus dedos ficam
na minha cintura
e tuas pernas repousam
suavemente no meu adormecer.
(se te poupo das certezas,
ou das decisões condicionadas,
e nossa poesia diária sempre fala
de outra coisa,
isso não me subtrai os sentidos!)
a intenção se revela
também no olhar,
no hálito,
na fusão do sexo.
e é a qualquer hora,
em qualquer dia,
que teus dentes circulam
meus seios
e tua língua me provoca
desejo.
pois mesmo quando não te sei
os sussurros das manhãs,
tardes e noites de amor
vão e voltam
ao frescor do vento
numa
atmosfera
suave
e tensa
que segreda
em mim paixão
incerteza
e e um silêncio
reticente
que parece

medo.






é domingo





e te tenho





em mim.

1 comentario:

MCCabral dijo...

é definitivo! Haja Houaiss para falar de teus textos, garota!