16.6.10


.
.
.
.

amor cartesiano

estes dois olhos
quadrados
de cima mim, tirai!
afastai de mim teus
pontos cardeais.
livrai-me da tua paixão
por simetrias,
arrancai teus eixos do
meu caminho
e correi comigo pelos
roseirais
para todo horizonte.
além.
.
.
.
.

2 comentarios:

Anna K. Lacerda dijo...

E
o
amor
não
é
nada
cartesiano

Anónimo dijo...

simetria
causa
estria
na poesia

zeca