6.1.11

de costas para os direitos humanos


quando o assunto ameaça o bolso, a grande imprensa dá de ombros, vira as costas, finge que não vê. aqui na argentina não é diferente: nos últimos dias, foi descoberto um acampamento de trabalho escravo numa fazenda onde 69 pessoas eram submetidas a condições desumanas.

exploração de mão de obra, moradia insalubre e desinformação: alguns trabalhadores sequer sabiam em que parte do país estavam, um assalto aos direitos humanos.

mas como o crime envolve multinancionais - como a produtora de sementes transgênicas nidera - que investem pesado em publicidade na velha mídia, jornalões como perfil, clarín e la nación preferiram não noticiar o caso ou minimizá-lo.

ontem à noite, o programa 6, 7, 8, da tevê pública, não perdoou a omissão e desceu a lenha nos meios hegemônicos. assista:




2 comentarios:

Lua Nova dijo...

As barbaridades contra os menos favorecidos são sempre as mesmas, apenas mudam sua localização geográfica. Aqui no Brasil de vez em quando surgem denúncias de trabalho escravo e normalmente em grandes propriedades de políticos ou de grandes fazendeiros, influentes e indecentemente ricos.
Este século viu evoluir a tecnologia a estágios impressionantes, mas o ser humano não evoluiu da mesma forma. Que pena.
Beijokas.

Estrangeira dijo...

Tirei a noite para dar uma lidinha nos blogs e li vários posts teus. Então você é uma andarilha? Interessantíssimo! Eu estou morando na Suíça e estou começando agora a guardar grana pra fazer umas viagens pela Europa e não sei mais pra onde, pra onde o destino levar. Vou incluir algumas das tuas andanças nos meus planos. Bjo!